This content is not available in your region

Encerraram as urnas

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Encerraram as urnas

<p>Estão encerradas as urnas. </p> <p>Correram com normalidade as eleições históricas, que marcam uma nova era no país e terminam com 38 anos de José Eduardo dos Santos no poder.</p> <p>Os mais de nove milhões eleitores votaram para a constituição do parlamento. O cabeça de lista da formação mais votada torna-se presidente. </p> <p>A grave crise económica reforça o anseio dos angolanos por um futuro mais promissor.</p> <p>A Comissão Nacional de Eleições considerou que o escrutínio decorreu com tranquilidade, apesar de algumas irregularidades. </p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">“Serenidade, normalidade e com sentido de Estado”: como estão a correr as eleições em Angola<a href="https://t.co/22ds5akjgp">https://t.co/22ds5akjgp</a></p>— Expresso (@expresso) <a href="https://twitter.com/expresso/status/900408835134943233">August 23, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Alguns partidos da oposição denunciaram a falta de credenciação de delegados de algumas assembleias de voto.</p> A União Europeia não enviou uma equipa de observadores mas a <a href="https://www.cplp.org/"><span class="caps">CPLP</span> – Comunidade de Países de Língua Portuguesa</a> está presente com a liderança do antigo presidente de São Tomé e Príncipe, Miguel Trovoada.