This content is not available in your region

"Referendo é para se fazer"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
"Referendo é para se fazer"

<p>O líder regional da Catalunha afirma que o referendo sobre a independência da região vai realizar-se mesmo no dia 1 de outubro. </p> <p>A polícia nacional espanhola realizou várias operações, nos últimos dias, que levaram à apreensão de milhões de boletins de votos, comprometendo a organização deste escrutínio proibido pela Justiça.</p> <p>O presidente do Governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, afirma que tem um plano de contingência. “No dia 1 de outubro ocorrerá o referendo de autodeterminação que convocámos pois temos planos de contingência para assegurar que a votação prossegue. Vai prosseguir porque tem o apoio da imensa maioria da população que está cansada da arrogância e dos abusos do Governo do Partido Popular.”</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="und" dir="ltr">L’<a href="https://twitter.com/hashtag/1Oct?src=hash">#1Oct</a> ja no decidim un vincle polític amb l’Estat sinó de si volem viure en un règim plenament democràtic que respecti les llibertats <a href="https://t.co/UZSenaf9FQ">pic.twitter.com/UZSenaf9FQ</a></p>— Carles Puigdemont (@KRLS) <a href="https://twitter.com/KRLS/status/910947928432369665">September 21, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>O Governo de Mariano Rajoy afirma que está disposto a dialogar com as autoridades catalãs desde que suspendam a consulta popular que, de acordo com Madrid, viola a Constituição espanhola.</p> <p>A vice-presidente do Governo de Espanha, Soraya Saenz de Santarmaria, afirma que o Executivo de Rajoy está “a defender os direitos de todos os catalães. A democracia defende-se nas instituições. Peço-lhes que não se escondam por detrás dos seguidores que podem levar para as ruas e que respeitem a democracia.”</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="es" dir="ltr">Comparto con vosotros mi declaración institucional <a href="https://t.co/B6dqWC1aPX">pic.twitter.com/B6dqWC1aPX</a></p>— Mariano Rajoy Brey (@marianorajoy) <a href="https://twitter.com/marianorajoy/status/910598913966706689">September 20, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>O Governo de Madrid enfrenta uma das maiores crises políticas de Espanha desde do fim da ditadura de Franco, há quatro décadas.</p> <p>O tribunal espanhol investiga se o Governo catalão gastou mais de 6 milhões de euros de fundos nacionais para organizar o referendo.</p> <p>14 quadros do Governo regional foram detidos.</p> <p>Milhares de efetivos da Polícia Nacional e da Guardia Civil foram destacados para a Catalunha.</p>