Última hora

Schäuble despede-se do Eurogrupo "satisfeito com estes oito anos"

Para muitos o principal rosto da política de austeridade imposta aos países colocados sob a alçada da troika, Wolfgang Schäuble despede-se, esta semana, dos outros ministros das Finanças da União Europeia.

Em leitura:

Schäuble despede-se do Eurogrupo "satisfeito com estes oito anos"

Tamanho do texto Aa Aa

Para muitos o principal rosto da política de austeridade imposta aos países colocados sob a alçada da troika, Wolfgang Schäuble despede-se, esta semana, dos outros ministros das Finanças da União Europeia.

Em jeito de balanço, o ministro alemão disse que “conseguimos estabilizar a zona euro, o que não é uma pequena conquista, dado o grande número de céticos”.

“Sinto-me satisfeito por ter feito parte do Eurogrupo durante oito anos. Foi um bom período. Mas oito anos são suficientes. É hora de me afastar e fazer outra coisa”, acrescentou Wolfgang Schäuble.


Antes de ocupar o lugar de presidente do Parlamento alemão, Wolfgang Schäuble recebe o agradecimento dos homólogos reunidos no Luxemburgo, segunda e terça-feira.

“Wolfgang Schäuble é um excelente ministro das Finanças, um grande europeu e, também, um grande amigo pessoal que tenho”, disse o ministro francês, Bruno Le Maire.


Menos saudades deixará na Grécia, onde se chegou a temer a saída do país da zona euro.

“Não há dúvida de que foi um negociador difícil, alguém que defendeu as posições da Alemanha de forma muito empenhada. Devido ao peso da Alemanha, muitas vezes impunha essas decisões ao resto da zona euro”, recordou o ex-ministro das Finanças grego, George Papakonstantinou.

Wolfgang Schäuble apontou Portugal como “prova” do sucesso da política de estabilização do euro e uma ilustração de um “final feliz”.