Última hora

Êxodo dos venezuelanos que fogem à crise

Até ao verão mais de 50 mil venezuelanos abandonaram o país como refugiados.

Em leitura:

Êxodo dos venezuelanos que fogem à crise

Tamanho do texto Aa Aa

O sentido das migrações inverte-se na Venezuela. Aquele que foi o destino para milhares de portugueses e espanhóis nas décadas de 50 e 60 do século passado, agora vê todos os dias, milhares saírem do país em busca de mais estabilidade, condições mínimas para sobreviver. À Colômbia estão a chegar muitos dos venezuelanos que fogem à crise política, económica e social.

Mas a estadia na Colômbia também não é fácil. Dayana Benitez é exemplo disso mesmo, enfermeira de formação, mãe solteira, em 2016 vendeu tudo o que tinha para ir para Bogotá mas foi obrigada a regressar a Caracas.
Dayana explica que lhe foi negado o visto de trabalho com a justificação de que não iam deixar de dar trabalho a um enfermeiro colombiano para dar a uma venezuelana.

De qualquer forma, a vontade desta venezuelana não é ficar em Caracas, se a situação se mantiver.

Até ao verão mais de 50 mil venezuelanos abandonaram o país como refugiados. Mas muitos mais deixaram a Venezuela ainda que o governo de Nicolas Maduro continue a não querer revelar os números reais da imigração nos últimos meses.