Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Êxodo dos venezuelanos que fogem à crise

Êxodo dos venezuelanos que fogem à crise
Tamanho do texto Aa Aa

O sentido das migrações inverte-se na Venezuela. Aquele que foi o destino para milhares de portugueses e espanhóis nas décadas de 50 e 60 do século passado, agora vê todos os dias, milhares saírem do país em busca de mais estabilidade, condições mínimas para sobreviver. À Colômbia estão a chegar muitos dos venezuelanos que fogem à crise política, económica e social.

Mas a estadia na Colômbia também não é fácil. Dayana Benitez é exemplo disso mesmo, enfermeira de formação, mãe solteira, em 2016 vendeu tudo o que tinha para ir para Bogotá mas foi obrigada a regressar a Caracas.
Dayana explica que lhe foi negado o visto de trabalho com a justificação de que não iam deixar de dar trabalho a um enfermeiro colombiano para dar a uma venezuelana.

De qualquer forma, a vontade desta venezuelana não é ficar em Caracas, se a situação se mantiver.

Até ao verão mais de 50 mil venezuelanos abandonaram o país como refugiados. Mas muitos mais deixaram a Venezuela ainda que o governo de Nicolas Maduro continue a não querer revelar os números reais da imigração nos últimos meses.