Última hora

Áustria encerra campanha eleitoral

Impostos e imigração foram os temas dominantes ao longo da campanha.

Em leitura:

Áustria encerra campanha eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria viveu esta sexta-feira o fim de uma campanha eleitoral intensa. A dois dias do escrutínio parlamentar, o partido conservador dirigido pelo atual ministro dos Negócios Estrangeiros, Sebastian Kurz, liderava as intenções de voto. Impostos e imigração foram os temas dominantes.

“Posso prometer que vamos fazer tudo para pôr termo aos abusos e ao acesso dos imigrantes ao nosso sistema social, de forma a que no nosso país apenas possa dele beneficiar quem realmente necessita”, disse o candidato do Partido do Povo Austríaco, Sebastian Kurz.

O chefe do governo, o social-democrata Christian Kern, apelou ao voto dos indecisos nas últimas horas. Uma campanha mal urdida comprometeu as hipóteses de vitória do SPÖ mas a formação de centro-esquerda ainda sonha com uma surpresa nas urnas.

“Não se trata da opinião dos comentadores. O que preocupa realmente o povo do nosso país é, por exemplo, saber como é que o governo consegue garantir as pensões de reforma no futuro”, disse o chanceler Christian Kern.

O partido de extrema-direita FPÖ pode tornar-se na segunda força mais votada. Heinz-Christian Strache insistiu em matérias de segurança interna e na questão da imigração durante a campanha eleitoral.

“Algumas partes da nossa sociedade tentaram meter-nos a um canto, chamaram-nos de minoria. Mas deixem-me dizer-lhes, vamos mas é livrar-nos destes políticos de salão antes que eles substituam completamente o povo austríaco” adiantou Heinz-Christian Strache, candidato do partido FPÖ candidate (Partido Austríaco da Liberdade).

Mais de seis milhões e quatrocentos mil austríacos são chamados às urnas este domingo. Além dos três principais partidos, os verdes e os liberais também contam entrar na assembleia nacional.