Última hora

Última hora

Em leitura:

Os tapetes mágicos do Azerbaijão


Cult

Os tapetes mágicos do Azerbaijão

A tradição encontra a inovação no 5º Simpósio Internacional de Tapetes do Azerbaijão que acontece na capital do país, Baku. Recebeu especialistas e académicos de todo o mundo para palestras, apresentações e exposições especiais.

“Neste simpósio terá lugar a abertura de uma exposição especial, com peças do museu Victoria & Albert e do Museu de Berlim, bem como de coleções particulares exibidas, pela primeira vez, aqui no Azerbaijão”, explica o Ministro da Cultura do Azerbaijão, Abulfaz Karaev.

No simpósio deste ano, o Museu do Tapete do Azerbaijão abriu as salas escondidas para mostrar peças de exceção da tapeçaria do Azerbaijão.

“A nossa tradição é a arte do tapete do Azerbaijão. Reflete toda a nossa história, a nossa herança. A principal razão pela qual os tapetes do Azerbaijão são tão populares é a diversidade de composições, as cores vivas e as diferentes técnicas de tecelagem”, explica a diretora do museu Shirin Melikova.

Uma equipa composta por cinco países desenvolveu o projeto Tesouros da Seda: uma exposição e um novo livro dedicado aos bordados do Azerbaijão.

“Estas peças têxteis que se podem ver aqui pertencem ao final do século XVI e início do século XVII. Possuem elementos pictóricos que podem ser relacionados aos têxteis da dinastia Safavid do século XVI”, conclui o co-curador da exibição, Alberto Boralevi.

Todos estes tesouros da tapeçaria do Azerbaijão vão permanecer em em exibição durante os próximos três meses.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Festival de jazz de Baku abre ao som da Kora

Cult

Festival de jazz de Baku abre ao som da Kora