This content is not available in your region

Primeiro-ministro islandês perde assentos no parlamento

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Primeiro-ministro islandês perde assentos no parlamento

<p>A formação do primeiro-ministro islandês, Partido da Independência, venceu as eleições Legislativas antecipadas mas perdeu assentos no parlamento, segundo os resultados preliminares. Quem perde também são os seus parceiros de coligação. Bjarni Benediktsson, que deverá perder quatro ou cinco dos 21 lugares que tinha, desvaloriza a situação: </p> <p>“O objetivo principal das eleições é um: obter o maior número de votos. E nós conseguimo-lo”, afirmou o atual chefe do executivo, Bjarni Benediktsson. </p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="is" dir="ltr">Kosningarnar í dag marka hvert Ísland stefnir næstu árin. Ég kýs lægri skatta og kraftmikið atvinnulíf sem tryggir velferð – fyrir okkur öll <a href="https://t.co/BVj3hT1KLQ">pic.twitter.com/BVj3hT1KLQ</a></p>— Bjarni Benediktsson (@Bjarni_Ben) <a href="https://twitter.com/Bjarni_Ben/status/924228048043593728?ref_src=twsrc%5Etfw">28 octobre 2017</a></blockquote><br /> <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Em segundo ficaram os Verdes, que não deverão ir além dos 11 assentos dos 63 disponíveis na assembleia islandesa. A coligação governativa deverá desfazer-se já que o Partido do Renascimento deverá perder assentos no parlamento ao conseguir cerca de 6,7% dos votos, contra os 10,5% das últimas Legislativas e a formação Futuro Brilhante não deve eleger nenhum deputado. </p> <p>O partido do ex-chefe do executivo David Gunnlaugsson, formação centrista, formada há poucas semanas, deverá conseguir sete assentos.</p>