Última hora

Última hora

A "fuga" de Puigdemont para Bruxelas e assédio sexual em destaque

Em leitura:

A "fuga" de Puigdemont para Bruxelas e assédio sexual em destaque

Tamanho do texto Aa Aa

O destituído presidente do governo regional da Catalunha surpreendeu tudo e todos quando viajou para Bruxelas, a capital belga, para obter apoio para sua causa.

As pessoas começaram a especular sobre as verdadeiras intenções do líder destituído. Será que planeia pedir asilo político? Ou criar um governo no exílio? Caso contrário, o que poderia fazer na Bélgica, no longo prazo?

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia semanal destacamos, também, as repetidas alegações de assédio sexual e má conduta por parte de celebridades masculinas, nos últimos dias.

Na Europa, o centro das atenções foi a Grã-Bretanha, atingindo o secretário da Defesa, Michael Fallon, que se demitiu.

Mas o Partido Trabalhista britânico também tem que enfrentar os seus casos, nomeadamente o de Bex Bailey, uma jovem ativista que disse ter sido violada durante uma festa do partido.

Bex Bailey foi avisada de que poderia ser “prejudicada”, se avançasse com uma queixa, mas recebeu o apoio da atual liderança trabalhista. O presidente do partido, Jeremy Corbyn, escreveu no Twitter: “Falar sobre violação e assédio sexual exige muita coragem. Bex Bailey mostrou uma bravura incrível “.

Destaques na agenda da próxima semana:

- segunda-feira, 6 de novembro: Reunião dos ministros das Finanças da zona euro, em Bruxelas, e abertura da conferência das Nações Unidas sobre as alterações climáticas, em Bona – terça-feira, 7 de novembro: Web Summit abre portas em Lisboa, naquela que é uma das maiores conferências sobre tecnologia – quarta-feira, 8 de novembro: Ministros da Defesa da NATO reúnem-se, em Bruxelas.