This content is not available in your region

Autoridades holandesas investigam suicídio de general croata

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Autoridades holandesas investigam suicídio de general croata

Análises preliminares, à substância tomada, quarta-feira, pelo general croata Slobodan Praljak, confirmaram que se trata de um químico letal. Praljak suicidou-se em plena audiência. de um recurso apresentado pela defesa, no Tribunal Penal Internacional, em Haia. As autoridades estão a investigar o sucedido. Querem saber se o militar teve ajuda.

"Ajudar alguém a cometer suicídio é uma ofensa criminal a Holanda, portanto esse é um dos pontos centrais do inquérito. Também investigaremos se a substância química era legal ou não. Acabamos de iniciar a investigação, por isso não há muito que eu possa dizer. É claro que compreendemos a urgência desta questão e faremos o melhor possível", explicou à Euronews Marilyn Fikenscher, Procuradora Pública encarregada do caso.

Praljak suicidou-se depois de ver confirmados os 20 anos de pena de prisão, decretados pelo Tribunal Penal Internacional que julga os crimes cometidos na antiga Jugoslávia.