Autoridades holandesas investigam suicídio de general croata

Autoridades holandesas investigam suicídio de general croata
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O suicídio do general croata Slobodan Praljak, em plena audiência do TPI-J, está a ser investigada pelas autoridades holandesas.

PUBLICIDADE

Análises preliminares, à substância tomada, quarta-feira, pelo general croata Slobodan Praljak, confirmaram que se trata de um químico letal. Praljak suicidou-se em plena audiência. de um recurso apresentado pela defesa, no Tribunal Penal Internacional, em Haia. As autoridades estão a investigar o sucedido. Querem saber se o militar teve ajuda.

"Ajudar alguém a cometer suicídio é uma ofensa criminal a Holanda, portanto esse é um dos pontos centrais do inquérito. Também investigaremos se a substância química era legal ou não. Acabamos de iniciar a investigação, por isso não há muito que eu possa dizer. É claro que compreendemos a urgência desta questão e faremos o melhor possível", explicou à Euronews Marilyn Fikenscher, Procuradora Pública encarregada do caso.

Praljak suicidou-se depois de ver confirmados os 20 anos de pena de prisão, decretados pelo Tribunal Penal Internacional que julga os crimes cometidos na antiga Jugoslávia. 

Partilhe esta notíciaComentários