Última hora

Última hora

Macau na "lista negra" da União Europeia

Território asiático faz parte da lista de 17 paraísos fiscais denunciados por Bruxelas

Em leitura:

Macau na "lista negra" da União Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros das Finanças da União Europeia reuniram esta terça-feira em Bruxelas e deram a conhecer a lista negra de paraísos fiscais. Um conjunto de 17 jurisdições onde o risco de evasão fiscal é elevado, quer devido às fracas normas existentes, quer devido à falta de cooperação das autoridades fiscais, e onde se destaca o nome de Macau.

A "lista negra" inclui Samoa Americana, Bahrein, Barbados, Granada, Guam, Coreia do Sul, Macau, Ilhas Marshall, Mongólia, Namíbia, Palau, Panamá, Santa Lúcia, Samoa, Trinidad e Tobago, Tunísia e Emirados Árabes Unidos.

A posição do Ecofin contrasta com a do Ministério das Finanças português, que não inclui Macau na sua lista negra composta por 79 territórios.

A União Europeia revelou ainda uma lista cinzenta, com quarenta e sete países que se comprometeram a cumprir os critérios exigidos e que serão reavaliados, onde se encontra Cabo Verde.