EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Macau na "lista negra" da União Europeia

Macau
Macau
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa com Lusa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Território asiático faz parte da lista de 17 paraísos fiscais denunciados por Bruxelas

PUBLICIDADE

Os ministros das Finanças da União Europeia reuniram esta terça-feira em Bruxelas e deram a conhecer a lista negra de paraísos fiscais. Um conjunto de 17 jurisdições onde o risco de evasão fiscal é elevado, quer devido às fracas normas existentes, quer devido à falta de cooperação das autoridades fiscais, e onde se destaca o nome de Macau.

A "lista negra" inclui Samoa Americana, Bahrein, Barbados, Granada, Guam, Coreia do Sul, Macau, Ilhas Marshall, Mongólia, Namíbia, Palau, Panamá, Santa Lúcia, Samoa, Trinidad e Tobago, Tunísia e Emirados Árabes Unidos.

A posição do Ecofin contrasta com a do Ministério das Finanças português, que não inclui Macau na sua lista negra composta por 79 territórios.

A União Europeia revelou ainda uma lista cinzenta, com quarenta e sete países que se comprometeram a cumprir os critérios exigidos e que serão reavaliados, onde se encontra Cabo Verde.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ecofin mais perto do consenso para reforma fiscal na União Europeia

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos protege denunciante em escândalo de evasão fiscal

Panamá pede ajuda à UE para sair da lista dos paraísos fiscais