Última hora

Última hora

"Amnistia Internacional é tendenciosa" diz diplomacia chinesa

Em leitura:

"Amnistia Internacional é tendenciosa" diz diplomacia chinesa

Tamanho do texto Aa Aa

Wu gan, blogger e ativista, foi condenado a 8 anos de prisão por alegadamente usar informações confidenciais contra o estado chinês.

Num outro caso, Xie Yang, advogado de direitos humanos, acusado exatamente do mesmo crime, conseguiu escapar a qualquer condenação. A diferença é que este último admitiu tudo em tribunal.

A situação está a levantar polémica por todo o país.

Numa conferência com o Ministério dos Negócios Estrangeiros Chinês, a imprensa questionou o porquê da Amnistia Internacional decidir julgar estes dois casos um dia depois do Natal, dias em que haveria menos atenção diplomática.

A porta voz do ministério não poupou nas críticas, disse que a Amnistia Internacional é "tendenciosa no que toca à china" e "não merece qualquer confiança dos chineses".

Quanto a Wu Gan, condenado a 8 anos por rebelião, fica assim na história com a maior pena de sempre alguma vez aplicada a este tipo de crime.