Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Amnistia Internacional é tendenciosa" diz diplomacia chinesa

"Amnistia Internacional é tendenciosa" diz diplomacia chinesa
Tamanho do texto Aa Aa

Wu gan, blogger e ativista, foi condenado a 8 anos de prisão por alegadamente usar informações confidenciais contra o estado chinês.

Num outro caso, Xie Yang, advogado de direitos humanos, acusado exatamente do mesmo crime, conseguiu escapar a qualquer condenação. A diferença é que este último admitiu tudo em tribunal.

A situação está a levantar polémica por todo o país.

Numa conferência com o Ministério dos Negócios Estrangeiros Chinês, a imprensa questionou o porquê da Amnistia Internacional decidir julgar estes dois casos um dia depois do Natal, dias em que haveria menos atenção diplomática.

A porta voz do ministério não poupou nas críticas, disse que a Amnistia Internacional é "tendenciosa no que toca à china" e "não merece qualquer confiança dos chineses".

Quanto a Wu Gan, condenado a 8 anos por rebelião, fica assim na história com a maior pena de sempre alguma vez aplicada a este tipo de crime.