Última hora

Última hora

Presidente da Roménia promete defender independência judicial

Em leitura:

Presidente da Roménia promete defender independência judicial

Tamanho do texto Aa Aa

A reforma do sistema judicial e medidas que travam a luta anticorrupção levaram milhares de romenos a criticarem o governo socialista no poder e preocupam o Presidente da Roménia, Klaus Iohannis.

"É crucial garantir a independência do sistema de justiça. É algo pelo qual vou lutar"

Klaus Iohannis Presidente da Roménia

De visita às Comissão Europeia, em Bruxelas, quarta-feira, o chefe de Estado prometeu não baixar os braços.

"É por isso que falei - coisa que geralmente não faço - durante o processo legislativo. E é por isso que insisto em explicar por que é tão crucial que a Roménia consiga garantir a independência do seu sistema de justiça. É algo pelo qual vou lutar", disse Klaus Iohannis, em conferência de imprensa.

A Comissão Europeia já emitiu um aviso de que a nova legislação pode violar os princípios comunitários sobre o Estado de direito, numa pressão semelhante à que tem feito com a Polónia.

Mas Judy Dempsey, analista no centro de estudos Carnegie Europe, vê uma oportunidade para uma grande vaga de fundo no país.

"De alguma forma, poderia criar-se um incentivo para convencer a diáspora, sobretudo a geração mais jovem, a regressar ao país. Seria preciso pagar-lhes um pouco mais e ajudá-los a ir para as cidades mais pequenas para fazer pressão sobre o governo local. Atualmente, são as elites que têm o poder, mas as mudanças devem surgir por parte da maioria do povo contra esse poder tão entrincheirado".

A Roménia ainda não pertence ao espaço Schengen de livre circulação e Bruxelas já fez saber que o acesso poderá continuar a ser vedado se as medidas não forem revertidas.