EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Presidente da Roménia promete defender independência judicial

Presidente da Roménia promete defender independência judicial
Direitos de autor 
De  Isabel Silva
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, visitou a Comissão Europeia, em Bruxelas, quarta-feira, e prometeu não baixar os braços na defesa da independência do sistema judicial, cuja reforma levada a cabo pelo governo socialista é criticada pelo executivo comunitário.

PUBLICIDADE

A reforma do sistema judicial e medidas que travam a luta anticorrupção levaram milhares de romenos a criticarem o governo socialista no poder e preocupam o Presidente da Roménia, Klaus Iohannis.

De visita às Comissão Europeia, em Bruxelas, quarta-feira, o chefe de Estado prometeu não baixar os braços.

"É por isso que falei - coisa que geralmente não faço - durante o processo legislativo. E é por isso que insisto em explicar por que é tão crucial que a Roménia consiga garantir a independência do seu sistema de justiça. É algo pelo qual vou lutar", disse Klaus Iohannis, em conferência de imprensa.

A Comissão Europeia já emitiu um aviso de que a nova legislação pode violar os princípios comunitários sobre o Estado de direito, numa pressão semelhante à que tem feito com a Polónia.

Mas Judy Dempsey, analista no centro de estudos Carnegie Europe, vê uma oportunidade para uma grande vaga de fundo no país.

"De alguma forma, poderia criar-se um incentivo para convencer a diáspora, sobretudo a geração mais jovem, a regressar ao país. Seria preciso pagar-lhes um pouco mais e ajudá-los a ir para as cidades mais pequenas para fazer pressão sobre o governo local. Atualmente, são as elites que têm o poder, mas as mudanças devem surgir por parte da maioria do povo contra esse poder tão entrincheirado".

A Roménia ainda não pertence ao espaço Schengen de livre circulação e Bruxelas já fez saber que o acesso poderá continuar a ser vedado se as medidas não forem revertidas. 

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

PM romena visita Bruxelas para falar sobre corrupção

Presidente romeno designa Viorica Dăncilă para líder do executivo

Análise: UE perde credibilidade diplomática por causa da guerra em Gaza?