Última hora

Última hora

"Chef" português José Avillez recebe "Grand Prix de l'Art de la Cuisine"

Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e primeiro-ministro António Costa já felicitaram o novo galardoado com o "Grand Prix de L'Art de La Cuisine", da Academia de Gastronomia Internacional

Em leitura:

"Chef" português José Avillez recebe "Grand Prix de l'Art de la Cuisine"

© Copyright :
José Avillez
Tamanho do texto Aa Aa

O 'chef' José Avillez tornou-se esta segunda-feira o primeiro português a receber o Grand Prix de L'Art de La Cuisine, da Academia Internacional da Gastronomia, distinção que o coloca como o melhor cozinheiro de 2018.

Point of view

"[Este prémio] certamente ajudará a dar ainda mais visibilidade à cozinha portuguesa"

"Chef" José Avillez Grand Prix de L'Art de La Cuisine

Pouco mais de uma década após ter sido considerado um dos cozinheiros de maior potencial no mundo pela mesma Academia (Prix au Chef de l'Avenir 2005), o dono e dinamizador do restaurante Belcanto, de duas estrelas Michelin, considera que a distinção "ajudará a dar ainda mais visibilidade à cozinha portuguesa".

Com este prémio, o mais importante atribuído pela instituição internacional, com sede em França, Avillez junta-se a nomes da gastronomia mundial igualmente distinguidos, como Alain Ducasse (1993/2007), Ferran Adriá (1994), Massimo Bottura (2010), Joan Roca (2011), René Redzepi (2012/2013), Grant Achatz (2014) e Alex Atala (2015).

"Temos trabalhado com o objetivo de promover a gastronomia portuguesa no mundo e este prémio é um importante reconhecimento do caminho feito. Certamente ajudará a dar ainda mais visibilidade à cozinha portuguesa", afirmou José Avillez.

O 'chef', com 38 anos, mostrou ainda a sua satisfação por se juntar a um grupo de 'chefs' onde disse encontrar "tanta das [suas] referências".

Presidente e primeiro-ministro felicitam Avillez

O Presidente da República felicitou José Avillez pelo "Grand prix de l'Art de la Cuisine", destacando que é "um reconhecimento internacional depois do aplauso" ao nível nacional.

Com a atribuição do prémio da Academia Internacional de Gastronomia, por unanimidade, de "melhor cozinheiro do mundo", "fica uma vez mais patente a qualidade e a excelência dos profissionais portugueses", escreve Marcelo Rebelo de Sousa numa mensagem publicada no 'site' da presidência.

"[É] um reconhecimento internacional depois do aplauso já conquistado em termos nacionais, estão de parabéns os portugueses, está de parabéns o 'chef' José Avillez", acrescenta o Presidente da República.

"Este é mais um exemplo de que quando somos bons, somos mesmo os melhores", lê-se ainda na mensagem.

O primeiro-ministro também felicitou o 'chef' português pelo prémio da Academia Internacional da Gastronomia. António Costa deu os parabéns a Avillez por colocar Portugal "uma vez mais a dar cartas à mesa".

"Parabéns ao José Avillez pela atribuição, por unanimidade, do 'Grand Prix de l'Art de la Cuisine' da Academia Internacional de Gastronomia, em Paris. #Portugal uma vez mais a dar cartas à mesa", escreveu Costa, na sua conta no Twitter.

Uma vida dedicada aos tachos

José Avillez tem vários restaurantes em Lisboa e no Porto, entre os quais o Belcanto (na capital), com duas estrelas Michelin e considerado um dos cem melhores restaurantes do mundo pela publicação Restaurant Magazine.

  • *

Ao Beco -- Cabaret Gourmet, Mini Bar, Bairro do Avillez, Cantinho do Avillez (em Lisboa e no Porto), Café Lisboa e Pizzaria Lisboa, Avillez adicionou recentemente três novos conceitos: Tasca Chic, Jacaré e Barra Cascabel, também na capital portuguesa.

A Academia Internacional de Gastronomia tem como objetivo promover as cozinhas nacionais e regionais e a sua herança cultural por todo o mundo, encorajando também a cozinha contemporânea e a criatividade.

Presente em todos os continentes, a Academia dedica-se à investigação sobre temas relacionados com a gastronomia e a nutrição, organizando iniciativas culturais, educativas e de regulação do setor.

Aposta também na investigação científica, demonstrando as qualidades específicas de alimentos e ingredientes oriundos de diferentes países e heranças culturais.

Anualmente, a Academia atribui quatro grandes prémios, sobre a Arte da Cozinha, a Cultura Gastronómica, a Ciência da Alimentação e a Arte da Sala, com o objetivo de distinguir o trabalho das personalidades e instituições mais relevantes no mundo da gastronomia e alimentação.

Biografia

José Avillez cresceu perto do mar e do pinhal, em Cascais, o que influenciou de forma decisiva o seu trabalho.

Na Universidade estudou Comunicação Empresarial e a sua tese foi sobre a imagem da gastronomia portuguesa, sob a orientação da principal autora sobre gastronomia tradicional portuguesa, Maria de Lourdes Modesto.

Em 2001, quando entrou na cozinha da Fortaleza do Guincho, em Cascais, para iniciar o seu primeiro estágio profissional, soube de imediato que queria ser cozinheiro. Do seu percurso constam muitos outros estágios profissionais, em diversos restaurantes, com destaque para o El Bulli, com Ferran Adrià, que transformou a sua visão sobre a cozinha.

Em 2008 assumiu o lugar de chef executivo do histórico restaurante Tavares, em Lisboa, espaço onde viria a ganhar a primeira Estrela Michelin (2009). Em 2011, decidiu abrir os seus próprios restaurantes. Actualmente, José Avillez tem vários restaurantes em Lisboa e Porto. Apesar de oferecerem experiências gastronómicas distintas, todos eles expressam a sua enorme paixão pela cozinha.

(in www.joseavillez.pt)

*

*