Última hora

Última hora

Caravana de migrantes tenta furar fronteira dos EUA

Em leitura:

Caravana de migrantes tenta furar fronteira dos EUA

© Copyright :
REUTERS/Lucy Nicholson
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de migrantes chegaram, este fim de semana, a Tijuana, no México e esperam poder atravessar a fronteira rumo aos Estados Unidos da América.

Mais de 80% destas pessoas são provenientes das Honduras, fugindo à violência pós eleitoral, as restantes provêm de El Salvador, Nicarágua e Guatemala.

Chegaram a ser mais de mil, mas as ameaças de Donald Trump fizeram com que fossem desistindo. Muitos ficam-se pelo México, pouco mais de duas centenas pensam ainda arriscar, seguir caminho, e pedir asilo nos Estados Unidos.

Em Tijuana, advogados norte-americanos e especialistas em imigração prestam apoio jurídico aos migrantes.

Depois de mais de um mês de viagem, muitos chegam aqui já esgotados.

Muitas destas pessoas chegaram aqui a fugir das perseguições políticas, ameaças de morte de gangues, assassinatos de membros das famílias ou violações retaliatórias.

Para Donald Trump, a caravana de imigrantes representa um perigo para o país. O presidente norte-americano enviou tropas para a fronteira com o México e deu ordem para que não os deixassem entrar.