Última hora

Última hora

Presidente italiano pressionado para aceitar eurocético no Governo

Em leitura:

Presidente italiano pressionado para aceitar eurocético no Governo

© Copyright :
REUTERS/Alessandro Bianchi
Tamanho do texto Aa Aa

Os partidos chamados a formar governo em Itália estão a aumentar a pressão sobre o Presidente Sergio Mattarella para que aceite Paolo Savona como ministro da Economia do futuro executivo.

Savona é um economista de 81 anos, conhecido por ser contra o euro e a União Europeia. O Presidente não quer ninguém com estas posições no executivo, mas os partidos da coligação insistem.

O líder da Liga do Norte, Matteo Salvini, diz que "Se alguém atrasasse este processo de mudança e destruísse um trabalho de 15 dias de empenho e sacrificio, seguramente ficaria de novo zangado".

Bem mais contundente foi o Presidente do Movimento 5 estrelas, Luigi Di Maio, sobre estes atrasos na nomeação do novo Governo.

"Quanto mais somos atacados, mais motivado fico para prosseguir com este Governo. Porque os que nos atacam só nos dão a certeza de que estamos no caminho certo, no caminho de mandar para casa aqueles chulos que vivem há 20 anos à custa dos nossos impostos"

Há quase três meses que a Itália vive um impasse político. Os partidos chamados a formar governo, o movimento 5 estrelas e a Liga do Norte de extrema-direita, dizem que se o Presidente Mattarella não aceitar Savona como ministro, então terá de haver novas eleições no país.