Última hora

Última hora

Refugiado que matou adolescente alemã extraditado do Iraque

Em leitura:

Refugiado que matou adolescente alemã extraditado do Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

O suspeito de ter assassinado uma adolescente na Alemanha foi já extraditado do Iraque e vai ser julgado por um tribunal alemão. O caso deixou a população em choque e fez aumentar o sentimento anti-imigração quando se soube que o suspeito era um refugiado iraquiano, que depois fugiu, de regresso ao país natal, juntamente com a família. As autoridades alemãs estão debaixo de fogo por terem deixado o homem escapar, mesmo se não havia, na altura, mandado de detenção contra ele.

Segundo as autoridades iraquianas, o homem, de 20 anos, admitiu ter violado e morto Susanna Feldman, depois de preso no Curdistão. A jovem foi morta perto de uma residência para requerentes de asilo. Ali Bashar foi denunciado por outro residente do centro, que indicou onde estava o corpo, ao fim de várias buscas feitas pela polícia. Suzanna, de 14 anos, vivia em Mainz, na zona de Frankfurt, e foi morta e enterrada perto de Wiesbaden, onde tinha ido encontrar-se com amigos, na noite de 22 para 23 de maio.

Bashar estava na Alemanha desde 2015, ano em que perto de um milhão de migrantes entrou na Alemanha, devido a uma política de abertura do governo de Angela Merkel. Vários políticos pedem agora uma política mais dura, que facilite a deportação de estrangeiros.

Em Mainz, estão marcadas duas manifestações, uma contra os crimes cometidos por estrangeiros e outra antirracista.