Última hora

Última hora

ONG espanhola denuncia situação no Mediterrâneo

Em leitura:

ONG espanhola denuncia situação no Mediterrâneo

ONG espanhola denuncia situação no Mediterrâneo
Tamanho do texto Aa Aa

A ONG espanhola Proactiva Open Arms encontrou na terça-feira ao largo da Líbia um barco naufragado com uma mulher e uma criança mortas resgatando uma outra sobrevivente. A ONG acusou a Guarda Costeira da Líbia de abandonar os migrantes depois de resgatar outras 158 pessoas.

"Isto é uma consequência direta de não autorizar o trabalho das ONGs que salvam vidas no Mediterrâneo"

Oscar Camps Diretor, Proactiva Open Arms

"Quero denunciar a missão de resgate em águas internacionais pelo navio da marinha mercante Triades que abandonou um bote durante a noite assim como a guarda costeira líbia que não soube como gerir uma situação de emergência chegando atrasada dois dias e duas noites abandonando duas mulheres e uma criança numa embarcação naufragada que eles próprios destruiram", afirmou o diretor da ONG, Oscar Camps.

"Isto é uma consequência direta de não autorizar o trabalho das ONGs que salvam vidas no Mediterrâneo, é isto a consequência", acrescentou.

O basquetebolista espanhol da NBA, Marc Gasol, participou na missão.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter o desportista afirma sentir "frustração, raiva e desamparo" e apela ao apoio dos colegas de equipa.

O ministro italiano do Interior, Mateo Salvini, afirmou anteriormente que as embarcações da ONG espanhola estavam proibidas de atracar em portos italianos.

As duas embarcações pertencentes à ONG espanhola são atualmente as únicas embarcações não governamentais que se encontram em missão no Mediterrâneo.