Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

ONG espanhola denuncia situação no Mediterrâneo

ONG espanhola denuncia situação no Mediterrâneo
Tamanho do texto Aa Aa

A ONG espanhola Proactiva Open Arms encontrou na terça-feira ao largo da Líbia um barco naufragado com uma mulher e uma criança mortas resgatando uma outra sobrevivente. A ONG acusou a Guarda Costeira da Líbia de abandonar os migrantes depois de resgatar outras 158 pessoas.

"Isto é uma consequência direta de não autorizar o trabalho das ONGs que salvam vidas no Mediterrâneo"

Oscar Camps Diretor, Proactiva Open Arms

"Quero denunciar a missão de resgate em águas internacionais pelo navio da marinha mercante Triades que abandonou um bote durante a noite assim como a guarda costeira líbia que não soube como gerir uma situação de emergência chegando atrasada dois dias e duas noites abandonando duas mulheres e uma criança numa embarcação naufragada que eles próprios destruiram", afirmou o diretor da ONG, Oscar Camps.

"Isto é uma consequência direta de não autorizar o trabalho das ONGs que salvam vidas no Mediterrâneo, é isto a consequência", acrescentou.

O basquetebolista espanhol da NBA, Marc Gasol, participou na missão.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter o desportista afirma sentir "frustração, raiva e desamparo" e apela ao apoio dos colegas de equipa.

O ministro italiano do Interior, Mateo Salvini, afirmou anteriormente que as embarcações da ONG espanhola estavam proibidas de atracar em portos italianos.

As duas embarcações pertencentes à ONG espanhola são atualmente as únicas embarcações não governamentais que se encontram em missão no Mediterrâneo.