Última hora

Última hora

Um funcionário e três homens armados morrem em ataque em Erbil

Em leitura:

Um funcionário e três homens armados morrem em ataque em Erbil

Um funcionário e três homens armados morrem em ataque em Erbil
Tamanho do texto Aa Aa

Três homens armados e um funcionário morreram esta segunda-feira em confrontos com forças de segurança na província de Erbil, capital da região autónoma do Curdistão iraquiano. As autoridades suspeitam dos jiadistas do autoproclamado Estado Islâmico ou Daesh (sigla em árabe).

De acordo com um comunicado oficial, o grupo entrou no edifício da região autónoma e "feriu um membro da polícia" com disparos. Forças de segurança terão depois rodeado o local em busca dos atacantes, no terceiro andar, onde se deram os confrontos.

Testemunhas oculares disseram à Rûdaw TV, próxima do Partido Democrata do Curdistão, que o ataque teve lugar por volta das 07:00 da manhã, hora local.

Durante a tomada do edifício, terão sido feitos vários reféns.

Erbil é considerada como uma das cidades mais estáveis de todo o Iraque, com poucos ataques deste tipo no último ano, apesar das ações dos jiadistas, presentes, até dezembro do ano passado, na província de Ninive, norte do país.

Em dezembro passado, cinco pessoas morreram numa série de manifestações levadas a cabo por funcionários do poder regional, por causa da falta de pagamento de salários, na província de Suleimaniya.

A meio deste mês de julho, os peshmerga, como são conhecidos os membros do exército curdo, levaram a cabo, em conjunto com o exército iraquiano e com a ajuda de uma coligação liderada pelos Estados Unidos, um ataque contra posições do Daesh na zona de Majmur.

Majmur fica situada entre Erbil e Mossul, antigo bastião dos jiadistas.