Última hora

Última hora

Arábia Saudita contra-ataca alegada interferência do Canadá

Em leitura:

Arábia Saudita contra-ataca alegada interferência do Canadá

Arábia Saudita suspende comércio com Canadá devido a ingerência
© Copyright :
REUTERS/Ahmed Jadallah/Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

Está aberto um conflito diplomático entre a Arábia Saudita e o Canadá por causa dos direitos humanos.

O governo de Riade decidiu expulsar do reino o embaixador canadiano, mandou regressar o respetivo representante diplomático no Canadá e suspendeu o comércio entre ambos os Estados.

A decisão surgiu em resposta à exigência do governo canadiano, na sexta-feira, para a libertação imediata de ativistas de direitos humanos detidos na Arábia Saudita, incluindo Samar Badawi, uma das vencedoras em 2012 do prémio Mulheres de Coragem atribuído pelo departamento de Estado americano.

Em comunicado emitido domingo à noite, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Arábia Saudita revelou-se "incrédulo" pela "flagrante interferência" canadiana "sem qualquer base de verdade ou precisão."

"As pessoas referidas foram detidas legalmente pelo Ministério Público por terem cometido crimes com punição prevista na lei, a qual tambem garante direitos aos detidos e o devido procedimento durante a investigação e o julgamento", lê-se numa nota divulgada pela agência de notícias saudita.

Já esta segunda-feira, a estação de televisão estatal saudita Al-Arabya anunciou ainda a suspenso dos programas educativos de intercâmbio e a transferência para outros países dos sauditas detentores de bolsas de estudo no Canadá.

O governo de Justin Trudeau revelou-se entretanto também "muito preocupado" com a suspensão unilateral do comércio pela Arábia Saudita e pretende ver "clarificada" a posição de Riade.

O ministério canadiano dos Negócios Estrangeiros, através da porta-voz Marie-Pier Baril, salientou ainda assim que o Canadá irá "manter sempre uma posição de defesa dos direitos humanos, incluindo sobretudo os das mulheres, e a liberdade de expressão por todo o mundo."