Última hora

Última hora

Idalys Ortiz regressa aos tapetes e leva ouro em Budapeste

Em leitura:

Idalys Ortiz regressa aos tapetes e leva ouro em Budapeste

Idalys Ortiz regressa aos tapetes e leva ouro em Budapeste
Tamanho do texto Aa Aa

No terceiro e último dia do grande prémio de Budapeste, o público húngaro festejou mais uma medalha. Krisztian Toth, o homem do dia, enfrentou Ushangi Margiani, da Geórgia, na final da categoria menos de 90 quilos. Um combate tenso, que foi decidido quando Toth caiu debaixo do adversário ao aplicar um waza ari.

A mulher do dia foi a ex-campeã mundial e olímpica Idalys Ortiz, voou de Cuba para a capital húngara para conquistar o ouro na categoria mais de 78 quilos.

Na final, aplicou um Waza Ari contra Maryna Slutskaya. Foi a primeira vitória em dois anos, um regresso aos tapetes internacionais da cubana.

Aos jornalistas, a atleta disse que na equipa de Judo de Cuba, é levada "como um exemplo" pelos compaheiros.

Wolf Aaron, do Japão, regressou também a cena desde o ouro no Campeonato Mundial do ano passado.

Em budapeste, derrotou Karl Frey, da Alemanha, depois um ippon , o golpe perfeito valeu-lhe o primeiro lugar do pódio.

Na final feminina, na categoria menos de 78 quilos, Mami Umeki , campeã mundial de 2015, derrotou a compatriota Rika Takayama com um ippon.

Marius Vizer, presidente da Federação Internacional de Judo fez questão de entregar as medalhas na cerimónia aos judocas que subiram ao pódio na categoria mais de 100 quilos.

O ouro foi o japonês Kokoro Kageura, que derrotou o austríaco Stephan Hegyi, com um waza ari. Mas a estrela desta categoria foi o atleta que venceu o bronze: Adam Okruashvili, da Geórgia, foi o autor do movimento do dia com um ippon.

Nas mulheres, o movimento do dia vai para a chinesa Yanan Jiang, que levou o bronze para casa na categoria mais de 78 quilos, com um ataque combinado contra a alemã Carolin Weiss.