Última hora

Última hora

Rafaela Silva foi a judoca do dia no Grande Prémio de Budapeste

Em leitura:

Rafaela Silva foi a judoca do dia no Grande Prémio de Budapeste

Rafaela Silva foi a judoca do dia no Grande Prémio de Budapeste
Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia do Grande Prémio de Budapeste, a brasileira Rafaela Silva foi a mulher do dia.

A campeã olímpica na categoria menos de 57 quilos, defrontou a alemã Theresa Stoll.

O combate começou bem para a atleta brasileira, Silva rolou pelas costas da atleta alemã, o que a colocou com " a faca e o queijo na mão" no duelo.

A vantagem não durou muio, Rafaela Silva viu-se do outro lado do tapete em pouco tempo, a alemã virou o jogo, celebrou o _ippon, _mas o árbitro recorreu às imagens de vídeo, o que interrompeu o momento de celebração.

Nos últimos 10 segundos, a judoca brasileira não se deixou ficar, aplicou a mesmo movimento, o suficiente para a vitória.

Aos jornalistas, disse que estava "muito feliz por estar de volta ao pódio".

Nos masculinos, Ryuju Nagayama foi o homem do dia.

O jovem japonês derrotou o russo Albert Oguzov na final na categoria menos de 60kg, conquistou a quinta medalha de ouro em mundiais. O Seoi-Nage foi suficiente para levar o japonês ao primeiro lugar do pódio.

O Japão esteve também no topo na categoria 48kg, Hiromi Endo atirou a companheira de equipa para o tapete na final.

Kenzo Tagawa conquistou a segunda medalha dos mundiais, contra o egípcio Mohamed Abdelmawgou, com um movimento que lhe valeu a vitória.

Na categoria menos de 52kg, a já habitual medalhada Natsumi Tsunoda não desiludiu e levou o ouro contra Charline Van Snick, da Bélgica.

O movimento do dia vai para o moldavo Denis Vieru, que com um _o'soto gari, _garantiu o bronze na categoria menos de 66 quilos.

Nas mulheres, o momento mais marcante deste dia do Grande Prémio de Budapeste foi o de Karakas Hedvig, que fez uma chave de braço que lhe valeu o bronze na categoria menos de 57kg.