This content is not available in your region

Oposição protesta em Moscovo

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro
Oposição protesta em Moscovo
Direitos de autor  REUTERS/Maxim Shemetov   -  

Mais de 25 pessoas foram detidas este domingo em Moscovo num protesto para exigir que os candidatos da oposição sejam incluídos nos boletins de voto nas eleições municipais de setembro.

A Comissão eleitoral russa anulou as candidaturas. Justificou a decisão dizendo que não têm assinaturas necessárias.

Este domingo, mais de 2 mil pessoas saíram à rua, num protesto não autorizado pela polícia.

Dmitry Gudkov, um dos candidatos da oposição à Câmara de Moscovo, diz que continuam a "recolher assinaturas, faça chuva ou faça sol" e mostra-se indignado pela insinuação de que que as assinaturas entregues são falas. Pergunta diretamente aos manifestantes se concordam e recebe de resposta um redondo não.

Lyubov Sobol, também candidata da oposição, diz que estão a roubar-lhes as eleições e o futuro e aponta o dedo ao atual presidente da câmara Sergei Syemonovich Sobyanin.

As manifestações não são apenas pela Câmara de Moscovo, mas contra Vladimir Putin e os seus apoiantes. Já não é a primeira vez que candidatos da oposição são impedidos de concorrer às eleições. O caso mais mediático terá sido de Alexei Navalny, impedido de concorrer às presidenciais do ano passado devido a uma pena suspensa.