This content is not available in your region

As mudanças na UE que Cameron pretende para evitar o Brexit

Access to the comments Comentários
De  Euronews
As mudanças na UE que Cameron pretende para evitar o Brexit

<p><strong>Pergunta de Hélène de Bruxelas:</strong></p> <p><em>“O primeiro-ministro britânico comprometeu-se a organizar até ao final de 2017 um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia. Entretanto, pede reformas no bloco europeu para contornar a ameaça de um ‘Brexit’. Quais são as principais mudanças propostas?”</em></p> <p><strong>Resposta de</strong> <a href="http://etudes-anglophones.upv.univ-montp3.fr/enseignants/m/anne-marie-motard/">Anne-Marie Motard</a>, <strong>professora de Estudos Anglófonos na Universidade Paul-Valéry em Montpellier:</strong></p> <p>“No passado mês de novembro, o governo britânico apresentou <a href="https://www.gov.uk/government/speeches/prime-ministers-speech-on-europe">quatro grandes exigências</a> ao Conselho Europeu que dizem respeito a <a href="http://pt.euronews.com/2016/02/02/brexit-david-cameron-mostra-se-satisfeito-com-propostas-da-uniao-europeia/">domínios fundamentais da construção europeia</a>.</p> <p>A primeira tem a ver com a livre circulação dos europeus. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pretende que os europeus que venham viver para o Reino Unido esperem quatro anos até poderem ter direito a prestações sociais, como abonos de família ou apoios à habitação.</p> <p>O segundo ponto assenta na moeda. Cameron gostaria que o euro deixasse de ser a única divisa da União Europeia. Se houvesse mais do que uma só moeda, todas as decisões dos Estados-membros pertencentes à zona euro poderiam ser opcionais para os outros países, ou seja, deixariam de ser vinculativas. É uma forma de preservar o poder financeiro de Londres.</p> <p>A terceira questão prende-se com o mercado único. Para reforçar a competitividade da Europa, o primeiro-ministro britânico pretende, por um lado, que a livre circulação de capitais seja facilitada, e por outro, que as empresas vejam reduzida a carga burocrática.</p> <p>O último item é relativo à soberania nacional. No sentido de evitar o fortalecimento da integração política, David Cameron pede que seja suprimida a passagem nos tratados fundadores que estipula, passo a citar: ‘os fundamentos de uma união cada vez mais estreita entre os povos europeus’. Cameron procura o reforço dos poderes de controlo e de veto dos parlamentos nacionais.”</p> <p>- <em>Se quiser fazer uma pergunta ao Utalk, clique na ligação mais abaixo</em></p>