This content is not available in your region

Estado da União: liderança do Parlamento Europeu e diálogo com Turquia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Estado da União: liderança do Parlamento Europeu e diálogo com Turquia

<p>Quem será o próximo presidente do Parlamento Europeu? Desde o anúncio da saída do social-democrata alemão, Martin Schulz, há uma verdadeira corrida ao lugar e este é um dos temas em destaque neste programa que passa em revista a atualidade europeia semanal.</p> <p>A votação terá lugar no próximo dia 17 de janeiro e multiplicam-se as candidaturas do centro-direita: o francês Alain Lamassoure, a irlandesa Mairead McGuiness e o italiano Antonio Tajani. No centro, Guy Verhofstadt, ex-primeiro-ministro belga, tem o apoio dos liberais, a que preside. </p> <p>O centro-esquerda argumenta que as presidências da Comissão Europeia e do Conselho Europeu estão nas mãos do centro-direita e deve haver maior equilíbrio. </p> <p>O líder da aliança dos socialistas e democratas, o italiano Gianni Pittella, candidatou-se ao cargo, apesar de isso ir contra um acordo que o partido tinha com o centro-direita, desde 2014, sobre rotação na presidência da instituição.</p> <p>Ainda na esfera do Parlamento Europeu, recordamos que os eurodeputados votaram a favor de um pedido de congelamento das negociações de adesão da Turquia a União Europeia.</p> <p>A correspondente da euronews Efi Koutsokosta entrevistou o Comissário Europeu para as Migrações, Dimitris Avramopoulos, sobre as relações com a Turquia e a situação migratória na União.</p> <p>O programa revê, ainda, as propostas da Comissão Europeia para reforçar a estratégia comum ao nível da defesa, apesar de recursar a ideia de que se vai criar um exército europeu, ou sequer de um quartel-general europeu.</p> <p>Destaques na agenda da próxima semana:</p> <p>- 5 de dezembro: a dívida grega está em destaque na agenda dos ministros das Finanças da zona do euro</p> <p>- 6 de dezembro: o congresso dos democratas-cristãos alemães, em Essen, irá endossar a candidatura de Angela Merkel para um quarto mandato, nas eleições legislativas de setembro de 2017</p> <p>- 10 de dezembro: o Prémio Nobel da Paz será entregue ao Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, pelos seus esforços no processo de paz com as <span class="caps">FARC</span></p>