Vídeo

Turistas nas cataratas do Iguaçu, na fronteira entre o Brasil e a Argentina

Cataratas do Iguaçu registam caudal dez vezes superior ao normal

As cataratas de Iguaçu, na fronteira entre o Brasil e a Argentina, registaram na quarta-feira, um caudal quase dez vezes maior do que o habitual.

O caudal normal é de um milhão e meio de litros de água por segundo; na noite de quarta-feira chegou aos 14,5 milhões de litros por segundo.

Este aumento tão significativo deveu-se às fortes chuvas registadas no estado brasileiro do Paraná.

A situação obrigou ao encerramento do acesso à chamada «Garganta do Diabo» uma das principais plataformas de observação utilizada pelos turistas.

Segundo os responsáveis do parque este fenómeno é bastante atípico para um mês de outubro.

Os serviços de defesa civil do Paraná informaram que 24 municípios do estado foram afetados por eventos meteorológicos severos, com inundações que deixaram 1200 pessoas desalojadas e quase 400 casas danificadas.

Este fluxo das cataratas foi o maior desde junho de 2014, altura em que se registaram 47 milhões de litros por segundo.