Última hora

Última hora

Bjorn Lomborg: "A energia renovável tem de ser mais barata"

Em leitura:

Bjorn Lomborg: "A energia renovável tem de ser mais barata"

Tamanho do texto Aa Aa

Copenhaga começa pouco a pouco a ficar deserta. Os participantes na cimeira do clima deixam a capital dinamarquesa com a sensação de que pouco foi feito nestes dias de trabalho. As próximas cimeiras sobre o clima têm lugar em Bona, dentro de seis meses e no México, no próximo ano.

Bjorn Lomborg é director do grupo de reflexão Copenhagen Concensus Center: “Estou feliz por irmos ao México no próximo ano, mas precisamos de uma agenda diferente. Em vez de seguirmos a estratégia errada de prometer cortes nas emissões de carbono, que não conseguimos cumprir, precisamos de anunciar algo inteligente e determinarmo-nos a gastar 100 mil milhões de dólares por ano na pesquisa e desenvolvimento da energia verde”.

Para Lomborg, a aposta em energias como a solar ou a eólica tem que ser interessante, do ponto de vista económico, para poder triunfar.

“Enquanto não tivermos a tecnologia certa, não podemos honrar as nossas promessas. Precisamos de painéis solares e moinhos de vento mais baratos. Tem que ser assim com toda a tecnologia para a energia verde. Assim não vamos obrigar os chineses ou os indianos a comprá-los. Compram, simplesmente, porque são mais baratos”, acrescenta.

Segundo um estudo feito no ano passado, a solução energética mais eficiente é a energia eólica, seguida pela construção de carros eléctricos e pela energia solar concentrada.

Um dos objectivos da União Europeia é ter, em 2020, 20% da energia produzida a partir de fontes renováveis.