Última hora

Última hora

Excelência no ensino diferenciado, mito ou verdade

Em leitura:

Excelência no ensino diferenciado, mito ou verdade

Tamanho do texto Aa Aa

Os rapazes e as raparigas aprendem melhor quando estão separados? Os professores estão divididos, mas a tendência para a educação diferenciada continua vida em alguns países. O que faz os pais optarem por este sistema? Este é um bom modelo?

Ensino diferenciado na Austrália

Em Nova Gales do Sul, na Austrália, em algumas escolas, raparigas e rapazes estão a ser separados, segundo as autoridades locais para seu próprio bem.

Nestes estabelecimentos acredita-se que os estudantes melhoram os seus resultados em salas de aula de sexo único. Visitámos uma delas para saber o que pensam os jovens.

Mais informação em:

www.eppingboy-h.schools.nsw.edu.au/content/public

O mundo não é diferenciado

O ensino diferenciado gera debate sobre a sua eficácia na obtenção de melhores resultados e sobre se está certo dividir os géneros na educação.

Para discutir estes assuntos convidámos Lise Elliot, professora de neurociência na Faculdade de Medicina de Chicago.

Apenas “Amigos”, Suécia

Pôr fim à desigualdade entre géneros requer uma ação atempada, essa é uma das filosofias no ensino pré-escolar na Suécia.

Em Estocolmo, as crianças de um estabelecimento do ensino pré-escolar são encorajadas a pensarem em si como pessoas, em primeiro lugar, e só depois no género.

Mais informações em:

www.smh.com.au/lifestyle/life/genderfree-preschool-sparks-controversy-20110628-1go9e.html

www.dailymail.co.uk/news/article-2008453/School-bans-bid-stop-children-falling-gender-stereotypes.html