Última hora

Última hora

Movimento "Occupy Davos" toma posições

Em leitura:

Movimento "Occupy Davos" toma posições

Tamanho do texto Aa Aa

As temperaturas geladas não chegam para deter estes manifestantes do movimento “Occupy”.

Davos está perto e o “Camp Igloo” começa a animar-se. Este campo é mais uma peça de um movimento que está a alastrar.

Protestam contra o que chamam a natureza elitista e pouco democrática do Fórum Económico Mundial. Dizem que há uma pequena minoria que toma decisões por todos os outros.

“O nosso protesto é uma mensagem às pessoas em todo o mundo e também aos outros movimentos “Occupy”. Vamos continuar a nossa batalha, mesmo se as condições são duras”, diz David Roth, organizador do campo.

Este acampamento é legal, foi autorizado pela Câmara Municipal de Davos e está instalado num parque de estacionamento fora do perímetro de segurança do Fórum.

Há gente de todas as idades e vinda de sítios diferentes: “Tive de vender alguns objetos pessoais para comprar o bilhete. Vim de bicicleta, autocarro, elétrico, comboio, autocarro outra vez e vim o resto a pé”, explica Ursula Frick-Koch, de 55 anos.

As temperaturas são negativas e muito baixas, mas os “igloos” são aquecidos e confortáveis. Mesmo assim, dormir num chão gelado significa que muitos não ficam mais que uma noite ou duas.