Última hora

Última hora

Boeing domina abertura do Salão de Farnborough

Em leitura:

Boeing domina abertura do Salão de Farnborough

Tamanho do texto Aa Aa

A tradicional rivalidade entre Airbus e Boeing volta a dominar o Salão de Aeronáutica de Farnborough, perto de Londres.

O certame abriu as portas esta segunda-feira com o construtor norte-americano a anunciar um contrato para 75 aparelhos 737Max à conterrânea Air Lease, no valor de mais de 7 mil milhões de dólares.

A Boeing quer deixar Londres com mais encomendas do que a rival europeia, Airbus, que dominou no ano passado no Salão do Bourget.

O presidente executivo da Airbus, Fabrice Bregier, reconhece que o rival está a tentar recuperar e “por isso é muito agressivo do ponto de vista dos preços”. Mas garante que continuam calmos. As suas encomendas ascendem a 1400 aparelhos e não têm pressa.

Airbus e Boeing contam com os mercados emergentes e a Ásia para fazer descolar o caderno de encomendas.

A guerra centra-se nos aparelhos civis, eficientes em termos energéticos, mas a rivalidade ganhou uma outra dimensão, como explica o nosso correspondente Giovanni Magi: “há vários anos que a guerra comercial entre a Boeing e a Airbus domina as atenções nos Salões Aeronáuticos. Desta vez a competição tem um significado especial, depois da Airbus ter anunciado a abertura de uma fábrica nos Estados Unidos para produzir o A320NEO. Um desafio que parece ir para além da concorrência industrial”.