Última hora

Última hora

Ser empresário num meio rural

Em leitura:

Ser empresário num meio rural

Tamanho do texto Aa Aa

A Suécia está entre os três países mais inovadores do mundo, juntamente com a Suíça e Singapura. Um exemplo é o empreendedorismo que se desenvolve aqui, nomeadamente no setor do comércio eletrónico.

Marika Bonde realizou o sonho que tinha. Há três anos, com o companheiro Tomas, esta antiga hospedeira da aviação criou uma empresa – um site especializado na venda de artigos para festas.

Este ano, teve a boa ideia de aderir à moda das pinhatas e prevê um volume de negócios de 500 mil euros, mais 20% que no ano passado.

Deve, em breve, contratar o primeiro empregado. Está feliz e vive no campo, longe do tumulto das grandes cidades: “Adoro o campo e o comércio eletrónico deu-me a oportunidade de trabalhar num meio rural. É aqui que eu gosto de estar”.

A empresa de Marika nasceu graças ao e-factory, um projeto da região de Uppsala, entre 2008 e 2010, que recebeu um dos prémios europeus de espírito empresarial dados pela Comissão Europeia e que permitiu a criação de cerca de 200 empresas de comércio eletrónico, das quais cerca de metade ainda está em atividade.

O projeto ajudou Marika, nomeadamente ao conceber a plataforma do site: “O e-factory ajudou-nos a acreditar em nós próprios, enquanto empresários. Também ajudou com o financiamento. Eles ligaram-nos às pessoas certas que podiam ajudar-nos com o comércio eletrónico, porque não tínhamos qualquer experiência com a Internet.

Hoje, Marika continua a trabalhar com o antigo gestor de projeto do e-factory. Leo Padazakos é um empresário grego que vive na Suécia há oito anos.

Apaixonado pelo empreendedorismo no meio rural, Leo trabalha agora em outros meios de desenvolver esta atividade: “Outra maneira de ajudar as empresas é financiá-las através do crowdfunding, o que significa que há muita gente a investir pequenas quantias para financiar as empresas locais”.

E qual é, para Marika, a chave para o sucesso? “Acreditar na ideia, nunca desistir e encontrar um bom parceiro”.