This content is not available in your region

Quénia: Presidente afasta ministro do Interior após massacre de 36 trabalhadores

Access to the comments Comentários
De  Fernando Peneda  com Lusa/Reuters/APTN
Quénia: Presidente afasta ministro do Interior após massacre de 36 trabalhadores

<p>O presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta, afastou o ministro do Interior e o chefe da polícia demitiu-se após milícias Shebab terem morto 36 trabalhadores numa pedreira da localidade de Mandera.</p> <p>O ataque ocorreu numa zona onde os Shebab somalis, com ligações à Al-Qaida e a outras milícias, têm realizado uma série de ataques.</p> <p>Kenyatta apelou à unidade dos quenianos e disse que “ninguém se deve encolher na guerra contra os terroristas”.</p> <p>“O objetivo óbvio é criar hostilidade e suspeição étnica e religiosa para afastar os não muçulmanos de algumas regiões do país. O objetivo final desta campanha atroz é estabelecer um califado extremista na nossa região”, afirmou o presidente queniano.</p> <p>No mês passado, também próximo de Mandera, islamitas executaram 28 não muçulmanos depois de os terem levado num autocarro.</p> <p>O país tem sido palco de vários atentados desde a intervenção militar contra os Shebab na Somália em 2011.</p> <p>Em junho e julho os Shebab mataram cerca de 100 pessoas numa série de ataques contra localidades na região de Lamu.</p>