Última hora

Última hora

Paquistão: Terminou banho de sangue de crianças na escola de Peshawar

As autoridades paquistanesas deram como concluída a operação contra o comando talibã que tomou de assalto uma escola do exército em Peshawar (norte

Em leitura:

Paquistão: Terminou banho de sangue de crianças na escola de Peshawar

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades paquistanesas deram como concluída a operação contra o comando talibã que tomou de assalto uma escola do exército em Peshawar (norte do Paquistão) e assassinou pelo menos 135 pessoas, a maioria crianças, esta terça-feira.

O último balanço dá também conta de pelo menos 122 feridos, 25 dos quais em estado grave.

A maioria das vítimas tem entre 10 e 20 anos, adiantou uma fonte hospitalar.

Há o registo de 6 guerrilheiros mortos. O exército anunciou 7 soldados feridos.

Durante a manhã, seis homens com uniformes militares entraram na escola, gerida pelo exército, num momento em que se estima que se encontrassem cerca de 500 pessoas no interior do estabelecimento.

O sequestro durou quase 10 horas.

euronews em direto

O edifício foi, entretanto, cercado pelo exército, que interveio cerca de meia hora após os primeiros tiros e libertou “um grande número de reféns” – entre alunos e professores, sem contudo dar mais precisões.

Os talibãs paquistaneses reivindicaram o ataque, que apresentam como retaliação à ofensiva militar lançada, em junho, no Vaziristão do Norte, bastião do grupo terrorista.

As escolas e as instalações militares são alvos privilegiados dos ataques talibãs.

O primeiro-ministro, Nawaz Sharif, já condenou o ataque e prometeu que os culpados “não serão perdoados”.

A nível internacional, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou o ataque, considerando-o “odioso”.