Última hora

Última hora

Turquia: Oito anos após assassinato de Hrant Dink a justiça começa à procura dos responsáveis

Foi há oito anos que o jornalista turco-arménio, Hrant Dink ,foi morto a tiro em frente à sede do jornal que dirigia, em Istambul. Esta segunda-feira

Em leitura:

Turquia: Oito anos após assassinato de Hrant Dink a justiça começa à procura dos responsáveis

Tamanho do texto Aa Aa

Foi há oito anos que o jornalista turco-arménio, Hrant Dink ,foi morto a tiro em frente à sede do jornal que dirigia, em Istambul.

Esta segunda-feira milhares de pessoas desfilaram nas ruas da cidade para lhe prestarem homenagem e pedirem justiça.

O caso continua por resolver. Um menor foi na altura julgado e condenado mas nunca se encontraram os mandatários:

“É um caso não resolvido no qual os responsáveis não são conhecidos. Na verdade sabemos quem foram, mas há tendência para cobri-los. Eu sou cidadão turco, sou turco e arménio tembém. Este tipo de incidentes magoam-nos. Sentimo-nos mal. Queremos que os responsáveis sejam punidos”, diz este homem.

A tese da conspiração foi descartada até que o Supremo Tribunal ordenou a reabertura do processo.

Vários responsáveis são agora acusados de negligência das ameaças que pesavam sobre o jornalista.

“O jornalista Hrant Dink é recordado por milhares, no oitavo aniversário do seu assassinato. Os amigos estão este ano mais esperançados na justiça, desde que os polícias suspeitos da sua morte começaram a ser detidos na semana passada”, relata o nosso correspondente em Istambul, Bora Bayraktar.