Última hora

Última hora

Ucrânia: Independentistas acusam Kiev e trocam prisioneiros

Na Ucrânia, os rebeldes independentistas acusaram esta quinta-feira o exército de bombardear zonas residenciais no leste do país, em vez das posições

Em leitura:

Ucrânia: Independentistas acusam Kiev e trocam prisioneiros

Tamanho do texto Aa Aa

Na Ucrânia, os rebeldes independentistas acusaram esta quinta-feira o exército de bombardear zonas residenciais no leste do país, em vez das posições separatistas.

Na cidade de Debaltseve, um importante nó ferroviário, os rebeldes praticamente cercaram a forças governamentais.

“As nossas posições estão muito bem defendidas. Protegemo-nos e eles não conseguem atingir-nos. É por isso que bombardeiam alvos civis”, disse um rebelde.

O jornalista da Euronews Sergio Cantone, que está a seguir o desenvolvimento da situação no local, acompanhou a troca de dois prisioneiros de guerra entre os rebeldes da autoproclamada República Popular de Donetsk e o exército ucraniano.

A troca foi efetuada em terra de ninguém na zona de Khuratova. O prisioneiro rebelde estava ferido pelo que foi de imediato transportado para o hospital.

Quanto ao prisioneiro ucraniano, que foi capturado durante a batalha pelo aeroporto de Donetsk, disse ter sido bem tratado e que lhe tinham suturado a cabeça e um braço.

“O mais importante para nós, é a implementação do acordo de Minsk. Ainda há muitos prisioneiros e faremos tudo para que sejam libertados e salvos. Isso é o mais importante para nós”, disse o coronel Yury Tandit, coordenador da missão.

Esta troca de prisioneiros foi coordenada e negociada pelos Serviços de Segurança da Ucrânia.

Desde o início dos conflitos, em abril de 2014, mais de 5100 pessoas perderam a vida.