Última hora

Última hora

Ucrânia: Lavrov confia numa solução para o conflito e volta a criticar o Ocidente

Serguei Lavrov disse existirem "boas razões para estar optimista" em relação à resolução da crise na Ucrânia e voltou a lançar farpas ao Ocidente

Em leitura:

Ucrânia: Lavrov confia numa solução para o conflito e volta a criticar o Ocidente

Tamanho do texto Aa Aa

Numa altura em que o presidente francês alerta que será “a guerra”, se não for alcançado “um acordo de paz duradouro” para o conflito na Ucrânia, na Conferência de Segurança de Munique, Serguei Lavrov disse existirem “boas razões para estar optimista” em relação à resolução da crise.

Point of view

Infelizmente, no que diz respeito à Ucrânia, em cada etapa da crise, os parceiros americanos e os que estão sob a sua influência - a União Europeia - tomaram medidas que conduzem a uma escalada (do conflito).

O chefe da diplomacia do Kremlin aproveitou também para reiterar farpas em direcção do Ocidente.

Segundo Lavrov, “infelizmente, no que diz respeito à Ucrânia, em cada etapa da crise, os parceiros americanos e os que estão sob a sua influência – a União Europeia – tomaram medidas que conduzem a uma escalada (do conflito). Foi o que aconteceu quando a União Europeia recusou discutir, com a participação da Rússia, as consequências da aplicação do acordo de associação com a Ucrânia”, afirmou o responsável russo, que criticou ainda o apoio do Ocidente ao que classifica de “golpe de Estado” e aos “protestos antigovernamentais” em Kiev, que levaram o ex-presidente Viktor Ianukovich a buscar refúgio na Rússia.

À margem da conferência de segurança, Lavrov teve um encontro bilateral com o mais jovem ministro dos Negócios Estrangeiros na União Europeia, Sebastien Kurz, chefe da diplomacia da Áustria, onde se acendeu o rastilho da Primeira Guerra Mundial.