Última hora

Última hora

'Femen' protestam em dia de Strauss-Kahn ser ouvido em tribunal

O protesto de três manifestantes do grupo Femen à entrada do tribunal de Lille assinala a comparência de Dominique Strauss-Kahn na sala de audiências

Em leitura:

'Femen' protestam em dia de Strauss-Kahn ser ouvido em tribunal

Tamanho do texto Aa Aa

O protesto de três manifestantes do grupo Femen à entrada do tribunal de Lille assinala a comparência de Dominique Strauss-Kahn na sala de audiências para ser ouvido no caso em que é acusado de proxenetismo agravado, juntamente com outros 13 réus.

No julgamento já foram escutadas prostitutas que confirmam que eram convidadas para participar em orgias.

Strauss-Kahn declara estar inocente, diz que desconhecia que as mulheres nas festas fossem pagas.

O antigo ministro das Finanças francês rejeita que tenha existido “atividade frenética” como consta no auto de acusação.

Obrigado a demitir-se da direção do Fundo Monetário Internacional na sequência da acusação em 2011 de ter agredido sexualmente uma empregada do Sofitel de Nova Iorque, DSK como é conhecido, é suspeito de ser o centro das festas, ditas finas, organizadas por amigos em Paris, Lille, Bruxelas e Washington entre 2008 e 2011.

Pode ser condenado a uma pena máxima de 10 anos de prisão e ao pagamento de uma multa de 1 milhão e meio de euros.