Última hora

Última hora

Orban e Putin: Líderes perseverantes

Um ano após ter visitado Budapeste, Vladimir Putin regressou à capital húngara. O estreitamento dos laços entre os dois países irrita alguns dos

Em leitura:

Orban e Putin: Líderes perseverantes

Tamanho do texto Aa Aa

Um ano após ter visitado Budapeste, Vladimir Putin regressou à capital húngara.

O estreitamento dos laços entre os dois países irrita alguns dos aliados da Hungria na União Europeia e na NATO, que se distanciaram do Kremlin devido à crise na Ucrânia.

Viktor Orban mostrou-se perseverante.

“Acreditamos que excluir a Rússia da Europa, não é razoável. Não se pode criar segurança na região estando contra a Rússia. Só se pode criar segurança cooperando com a Rússia. Por isso sabemos que temos de negociar, negociar, negociar”, sublinhou o primeiro-ministro húngaro.

Por seu lado o presidente russo também mostrou perseverança, mas em relação à Ucrânia.

“A luta na Ucrânia vai continuar até que os responsáveis cheguem à conclusão de que se trata de algo que não pode ser resolvido pelas armas, mas apenas por negociações. O acordo de Minsk é uma oportunidade”, disse Vladimir Putin.

A correspondente da Euronews em Budapeste acompanhou o encontro dos dois líderes, em que foram assinados vários acordos nomeadamente no setor energético.

“As relações entre a Hungria e Rússia são criticadas não só ao nível da política interna húngara, como ao mais nível da União Europeia. Este foi o primeiro encontro bilateral de Vladimir Putin com um membro da União Europeia desde que o avião da Malaysian Airlines foi abatido”, destacou Andrea Hajagos.