Última hora

Última hora

Sports United: Recordes e conquistas históricas no mundo do desporto

A semana passada foi recheada de triunfos desportivos. Não se preocupe se não os viu porque vamos mostrar-lhe alguns desses momentos que aconteceram nos quatro cantos do globo.Destaque para o duelo e

Em leitura:

Sports United: Recordes e conquistas históricas no mundo do desporto

Tamanho do texto Aa Aa

Taça do Mundo de Criquete

A Austrália e a Nova Zelândia recebem, em conjunto, a 11ª edição da Taça do Mundo de Criquet.
Na primeira jornada, a Austrália esmagou a Inglaterra; a Nova Zelândia bateu Sri Lanka por seis pontos enquanto a Irlanda derrotou as Índias Ocidentais. Mas todos os recordes de audiências foram batidos em Adelaide no duelo, clássico, entre a Índia e o Paquistão: mil milhões de pessoas assistiram à partida de abertura do grupo B.

A equipa da Índia, defensora do título da Taça do Mundo de Criquete, ganhou ao vizinho Paquistão, depois de dois meses de preparação com muitos precalços. Nesse período não consegui ganhar uma partida oficial.

A equipa de azul, liderada por Virat Kohli, desta vez mostrou-se mais preparada e foi a mais forte naquele que é considerado um dos maiores duelos da modalidade.

Kohli consegui mesmo bater a mítica barreira dos 100 pontos e, no Criquet, este feito é motivo para uma enorme ovação.

A estrela de Nova Delhi foi o protagonista de alguns dos grandes momentos da partida.
Os batedores do Paquistão foram sendo eliminados e terminaram a partida com 224 voltas enquanto a Índia fez 300.

Campeonato do Mundo de Rali

Sebastien Ogier começou a defesa do Título de Campeão do Mundo de Rally com uma vitória em Monte Carlo. No último fim-de-semana, na difícil etapa da Suécia voltou a brilhar numa prova cheia de emoções.

Sébastien Ogier conseguiu um feito histórico ao conquistar o rally sueco. O piloto francês da Volkswagen é o único não escandinavo que ganhou a prova duas vezes.

Ogier beneficiou de um erro do norueguês Mikkelsen no último troço da prova. E com muita perícia na neve e no gelo, o campeão do mundo conseguiu manter-se no caminho da revalidação do título.

Rugby Sevens World Series

Com o rugby a regressar ao programa Olímpico no Rio 2016, o torneio mundial de Rugby Sevens ganhou outra importância este ano uma vez que garante a qualificação para os jogos Olímpicos.
Depois da Austrália, Dubai, África do Sul e Nova Zelândia, a 16ª edição da prova decorreu em Las Vegas.

Liderados por Semi Kunatani e Jerry Tuwai, autores de dois ensaios cada um, a equipa das Ilhas Figi conquistou o segundo triunfo da temporada. Desta vez frente à Nova Zelândia por 35-19, numa partida que decorreu nos Estados Unidos.

Depois de terem vencido o primeiro torneio da campanha, na Austrália, as Ilhas Figi ocupam a terceira posição da classificação geral, liderada pela África do Sul.

Os quatro primeiros classificados garantem um lugar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Saltos de Esqui

Foi um fim-de-semana de queda de recordes no mundo dos saltos de ski. O esloveno Peter Prevc fixou a marca mundial em 250 metros, em Vikersund na Noruega mas o recorde durou apenas 24 horas para alegria dos adeptos da casa.

Um voo do outro mundo. O norueguês Anders Fannemel, perante o seu público garantiu o título de “homem-pássaro”: aos 24 anos fez um salto de 251 metros e meio, o novo recorde mundial.

O norueguês acabou em segundo no final do evento, mas esse é um resultado que pouco ou nada deve interessar. Na memória de todos os adeptos desta modalidade vai ficar o voo que Fannemel realizou.

Sportlight Ning Ding

O tenis de mesa é quase uma religião na China, o país que dominou o desporto durante décadas. Esta semana damos-lhe a conhecer a melhor atleta da China e do Mundo.

Ning Ding é já considerada uma estrela do desporto na China.
A melhor jogadore de tenis de mesa de 2014, começou a praticar a modalidade com apenas seis anos.

Dotada de enormes qualidades, cedo começou a conquistar os primeiros êxito tanto a nível individual como a nível internacional. É a grande estrela da equipa nacional chinesa.

Conhecida por ser muito perfecionista, já alcançou cinco títulos entre campeonatos do Mundo e Taças do Mundo e uma medalha olímpica por equipas nos Jogos de Londres.

Agora, Ning Ding, a número um do mundo já só pensa em conquistar o ouro olímpico a nível individual nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Inside Sport

Estar sozinho no topo do mundo é algo a que Kilian Jornet esá muito habituado.
Para além de ser o melhor corredor de trail do planeta, lidera também uma nova disciplina que está a emergir, o montanhismo de esqui.

Kilian Jornet:
“Este desporto combina a subida ao cume da montanha e a descida fora de pista. Nas provas por equipas, grupos formados por dois ou três atletas cumprem percursos com desníveis entre os três mil e os quatro mil metros com subidas e descidas muito técnicas em montanhas muito acidentadas.

A competição individual é semelhante mas sozinho tenho de completar três ou quatro subidas a diferentes cumes. Exite também a prova vertical em que só se sobe e tem entre 600 e mil metros de desnível.

Usamos o mesmo material do esqui alpino mas muito mais leve.
As fixações dos esquis permitem-nos fazer face à montanha com movimentos do esqui de fundo e quando se bloqueiam as fixações podemos descer como no esqui alpino.

Para subir usamos as chamadas “peles de foca” nos esquis para ganhar mais aderência e evitar que escorreguem. E são retiradas para descer.”

Agenda:
1. Na agenda dos próximos dias destaque para o campeonato do mundo de Judo 2015 e as suas estrelas.

2. ‘Motul Ice Speedway Gladiators’ – uma espécie de motogp no gelo.

Emotion

Mostramos-lhe ainda o momento emocionante da semana: a grande final do Taça do Mundo de Polo na neve, na China.

A 17 mil quilómetros do sol caseiro, a equipa brasileira derrotou os Estados Unidos em Tianjun e conquistou o título.