Última hora

Última hora

Ferguson: polícias atingidos a tiro estão livres de perigo

Os polícias atingidos a tiro em Ferguson, nos Estados Unidos, não correm perigo de vida. Os dois agentes que sofreram ferimentos na cara e no ombro

Em leitura:

Ferguson: polícias atingidos a tiro estão livres de perigo

Tamanho do texto Aa Aa

Os polícias atingidos a tiro em Ferguson, nos Estados Unidos, não correm perigo de vida.

Os dois agentes que sofreram ferimentos na cara e no ombro continuam hospitalizados mas, de acordo com as últimas informações, estão conscientes.

O tiroteio ocorreu numa altura em que dezenas de pessoas se manifestavam junto à esquadra da polícia de Ferguson, oito meses depois do afro-americano Michael Brown ter sido alvejado por um polícia.

“Estávamos a prepara-nos para arrumar as máquinas fotográficas quando ouvimos um barulho. Pensávamos que se tratava de fogo-de-artifício. Voltamos a ouvir mais três estrondos e quando olhamos para cima vimos que se tratava de uma arma. As pessoas baixaram-se e vimos um polícia ferido ao nosso lado” refere o fotógrafo, Bradley Rayford.

O autor dos disparos, ainda, não é conhecido.

Os dois agentes foram atingidos a tiro quando tentavam dispersar os manifestantes que se concentravam junto à esquadra. Um protesto relativamente pacífico que terminou com a detenção de pelo menos três pessoas.