Última hora

Última hora

Ano 1394 começa este sábado.

Com epicentro no Irão, o equinócio da Primavera marca a passagem de ano para muitos dos que vivem nas regiões que um dia constituíram o Império Aqueménida, o Primeiro Império Persa.

Em leitura:

Ano 1394 começa este sábado.

Tamanho do texto Aa Aa

Últimas compras e preparativos, este sábado, 21 de Março, entramos no ano 1394, claro está, se quisermos seguir o calendário persa.

Point of view

O Noruz, literalmente "novo dia", em persa é celebrado no Irão, mas também no Afeganistão, Tajiquistão, Uzbequistão, Azerbaijão, Cazaquistão, Quirguistão e pelos curdos, nomeadamente na Turquia.

Com epicentro no Irão, o equinócio da Primavera marca a passagem de ano para muitos dos que vivem nas regiões que um dia constituíram o Império Aqueménida, o Primeiro Império Persa.

O Noruz, literalmente “novo dia”, em persa é celebrado no Irão, mas também no Afeganistão, Tajiquistão, Uzbequistão, Azerbaijão, Cazaquistão, Quirguistão e pelos curdos, nomeadamente na Turquia.

Manda a tradição que à hora do equinócio esteja pronta a “toalha dos 7 esses” (Sofreye Haft Sin), com 7 alimentos que começam pela letra “S”, em Persa, e também um espelho, velas e um livro do poeta Hafez.

O costume tem mais de 3000 mil anos. Não estranha portanto que quem está “há 40 ou 50 anos” em Londres, diga que nunca se esquece do “ano novo iraniano”. O Noruz recorda a muitos adultos os tempos da infância, “dos presentes” oferecidos pelos familiares

A outros, a passagem de ano persa provoca uma certa nostalgia e o desejo de “viver num ambiente semelhante ao do Irão nestes dias de festa”.

Para muitos, é a oportunidade de “desejar um bom ano novo a todos os iranianos à volta do mundo”.

O enviado da euronews a Londres, Omid Lahabi, explica que “os brotes de trigo e os jacintos são símbolos do Noruz. Recordam a todos que com o final do Inverno e a chegada da Primavera, a natureza também ganha uma nova vida”.