Última hora

Última hora

África do Sul: Rei zulu apela à proteção dos imigrantes

O rei zulu desmentiu ter apelado à violência contra imigrantes africanos, na África do Sul, e acusa a imprensa de manipular as palavras que proferiu

Em leitura:

África do Sul: Rei zulu apela à proteção dos imigrantes

Tamanho do texto Aa Aa

O rei zulu desmentiu ter apelado à violência contra imigrantes africanos, na África do Sul, e acusa a imprensa de manipular as palavras que proferiu, há cerca de um mês, num encontro com a polícia.

Num comício, no Estádio dos Desportos Moses Mabida, em Durban, frente a milhares de pessoas – entre líderes tradicionais, diplomatas do Zimbabwe e da Nigéria e apoiantes – Goodwill Zwelithini condenou os assassinatos dos últimos dias e pediu o fim da luta contra os imigrantes:

“A guerra para a qual vos chamo, hoje, é para a da proteção dos estrangeiros que vivem neste país, sejam eles de que país forem.”

Pelo menos sete pessoas morreram na onda de violência que se desencadeou, na África do Sul, depois das palavras do rei Zulu saírem nos meios de comunicação locais. Dois moçambicanos terão sido assassinados, em bairros diferentes de Joanesburgo. A polícia sul-africana diz ter detido três pessoas, alegadamente, ligadas à morte de um deles.