This content is not available in your region

Vulcão Calbuco continua a "fumar" e já obrigou a deslocar 6.400 pessoas

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques  com Lusa, EFE
Vulcão Calbuco continua a "fumar" e já obrigou a deslocar 6.400 pessoas

<p>O vulcão Cabulco continua a libertar fumo e a afetar o espaço aéreo no Chile e nos países vizinhos. Raros foram os aviões que esta sexta-feira voaram, por exemplo, na Argentina.</p> <p>O vulcão entrou em erupção na quarta-feira após 42 anos de inatividade e, esta sexta-feira, pela manhã, voltou a libertar muito fumo. Cerca de 6.400 pessoas já foram obrigadas a deixar as suas casas. As últimas duas mil foram evacuadas esta sexta-feira à tarde das localidades de Chamiza, Lago Chapo e Correntoso, na região de Los Lagos. </p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt"align="center"><p>Photos: Chile's Calbuco volcano <a href="http://t.co/FicIw7acFn">http://t.co/FicIw7acFn</a> <a href="http://t.co/oY76SGHaCI">pic.twitter.com/oY76SGHaCI</a></p>— Wall Street Journal (@WSJ) <a href="https://twitter.com/WSJ/status/591572551450656768">24 abril 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O motivo para esta última evacuação foi a deteção pelos serviços chilenos de geologia de um fluxo de sedimentos e água a escorrer na lateral do vulcão para o rio Correntoso. O perigo do rio transbordar e provocar inundações nas zonas povoadas levou as autoridades a “jogar” pelo seguro.</p> <p>O estado de exceção e catástrofe mantém-se para as zonas vizinhas do vulcão. A zona de exclusão estende-se por um perímetro de 20 quilómetros em torno do maciço do Calbuco.</p> <p>Esta sexta-feira, houve registo de 1.600 sismos em consequência da atividade do vulcão, que se eleva a uma altitude de 2.015 metros acima do nível do mar. </p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt" aligtn="center"><p>50 tons (toneladas) de cinza. By Calbuco. <a href="https://twitter.com/PiadasNerds"><code>PiadasNerds</a> <a href="http://t.co/KBDnUNQolO">pic.twitter.com/KBDnUNQolO</a></p>&mdash; Adriano Viana (</code>AdrianoVBastos) <a href="https://twitter.com/AdrianoVBastos/status/591597484893429762">24 abril 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p> “Não está descartado que nas próximas horas aconteça uma nova erupção. Não será, provavelmente da mesma intensidade energética dos anteriores, mas continuamos em alerta vermelho e com uma situação complicada”, advertiu o diretor do Serviço Nacional de Geologia, Rodrigo Álvarez. <h3>Turrialba também “fechou” aeroporto na Costa Rica</h3> <p>Na América Central, o aeroporto internacional de Juan Santamaría, em São José, capital da Costa Rica, já reabriu depois de ter estado 10 horas encerrado por falta de condições de segurança aérea devido à atividade de um outro vulcão.</p> <p>A porta-voz da Aeris, a empresa administradora, disse à agência espanhola <span class="caps">EFE</span> que o aeroporto voltou a operar às 04 horas locais da madrugada (11h em Lisboa) desta sexta-feira e que os voos voltaram a decorrer em “segurança e sem problemas.”</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt" align="center"><p>Once again, the <a href="https://twitter.com/hashtag/Turrialba?src=hash">#Turrialba</a> volcano in <a href="https://twitter.com/hashtag/CostaRica?src=hash">#CostaRica</a> shuts down the airport <a href="http://t.co/1ukVNSv5JQ">http://t.co/1ukVNSv5JQ</a> <a href="https://twitter.com/eruptionsblog"><code>eruptionsblog</a> <a href="http://t.co/ICYx3cGkSr">pic.twitter.com/ICYx3cGkSr</a></p>&mdash; Costa Rica News (</code>CostaRicaStar) <a href="https://twitter.com/CostaRicaStar/status/591631241247469568">24 abril 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p> Os voos foram suspensos na quinta-feira às 18 horas locais (01h00 de sexta-feira em Lisboa) por causa das cinzas do vulcão Turrialba, situado a 70 quilómetros de São José, que cobriram a zona do aeroporto. <p>As ligações foram retomadas pela manhã depois das equipas técnicas terem limpo a pista e os técnicos garantido a segurança do transporte aéreo. No total, 18 voos foram afetados pelo vulcão Turrialba, acrescentou a porta-voz.</p>