Última hora

Última hora

Irão apreende navio que se presumiu ser norte-americano

O Irão terá apreendido um navio mercante na terça-feira, por alegada invasão territorial, anunciou a estação de televisão saudita Al Arabya. Num

Em leitura:

Irão apreende navio que se presumiu ser norte-americano

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão terá apreendido um navio mercante na terça-feira, por alegada invasão territorial, anunciou a estação de televisão saudita Al Arabya. Num primeiro momento foi referido que o barco teria bandeira dos Estados Unidos, que navegava com 34 pessoas a bordo e que teria sido intercetado com recurso a tiros de aviso.

O Pentágono já reagiu e garantiu que o barco, de nome Maersk Tigris, não é norte-americano, navega com bandeira das Ilhas Marshall e que não havia cidadãos norte-americanos a bordo.

O barco terá sido ordenado pela marinha iraniana a navegar rumo à ilha de Larak, O capitão do cargueiro terá rejeitado a ordem e terão sido disparados tiros de advertência sobre a proa do Maersk Tigris.

O Comando Militar Central Norte-Americano enviou um contratorpedeiro para a zona e caças militares estão, também, a monitorizar a situação, referiu o porta-voz do Pentágono, o coronel Steven Warren.

O incidente ocorreu pelas 09 horas locais (10 horas da manhã em Lisboa), no estreito de Ormuz, em águas territoriais do Irão.

O confronto surgiu numa altura em que estão elevadas as tensões na região, depois de a Arábia Saudita e os seus aliados do Golfo realizarem ataques aéreos no Iémen contra os rebeldes “huthi”, apoiados pelo Irão.

Os Estados Unidos estão a fornecer informações secretas e reabastecimento de combustível em voo à coligação liderada pelos sauditas.

Localização do barco:

Foto de arquivo do navio apreendido pelo Irão