Última hora

Última hora

Nepal: Sismo provoca perdas irreparáveis

Oitenta por cento dos locais reconhecidos como Património da Humanidade foram atingidos pelo sismo que abalou o Nepal a 25 de abril. A UNESCO fala em

Em leitura:

Nepal: Sismo provoca perdas irreparáveis

Tamanho do texto Aa Aa

Oitenta por cento dos locais reconhecidos como Património da Humanidade foram atingidos pelo sismo que abalou o Nepal a 25 de abril.

A UNESCO fala em perdas irreparáveis mas na obrigatoriedade de um esforço de reconstrução. A maior parte dos sete monumentos classificados pela organização foram afetados pelo tremor de terra. Salvaram-se Lumbini, o local do nascimento de Buda, e o parque Nacional de Chitwan:

“As perdas são enormes e graves, não apenas para o povo do Nepal mas para toda a Humanidade porque todos estes monumentos são únicos”, adianta Christian Manhart, representante da UNESCO no Nepal.

Os números do governo nepalês falam na derrocada de 400 mil edifícios, pelo menos 14 eram históricos. A reconstrução vai levar tempo:

“Penso que precisamos de cinco ou sete anos, é preciso tempo para reconstruir, mas temos de fazê-lo, é necessário, é uma questão de orgulho. Vamos reconstruir tudo”, explica o responsável pelo departamento de arqueologia nepalês, Bhesh Narayan Dahal.

Um trabalho que vai custar milhares de milhões de rupias nepalesas. O governo pediu à comunidade internacional dois mil milhões de dólares para ajudar na reconstrução. Há ainda a ter em conta as pilhagens. Para tentar evitá-las está a ser feita uma recolha fotográfica.